Ricardo Vignini

Ricardo Vignini
Violeiro, compositor, professor de música, produtor fonográfico e cultural e pesquisador de musica tradicional. Seu gosto pela musica caipira veio através de parte de sua família, de Águas da Prata e São João da Boa Vista, e o lado italiano veio de Rio Claro. Mas não foi sempre assim, urbanóide nascido na capital, durante toda a sua adolescência tocou muita guitarra, muito Rock e Blues, onde conheceu Marcelo Berzotti e Alex Mathias.

Tocou com os músicos americanos Bob Brozman, e Woody Mann em suas turnês brasileiras, tocou também em duo com Christiaan Oynes e em participações com a banda Serio Duarte & Entidade Joe

Lançou em 2010 seu primeiro CD solo, “Na Zoada do Arame”, totalmente instrumental.

Em 2011 com Zé Helder o CD “Moda de Rock – Viola Extrema”, onde a dupla faz versões instrumentais com violas de clássicos do Rock e Heavy Metal.

O CD foi um sucesso e permitiu que a dupla fizesse em um ano mais de uma centena de shows por todo o Brasil e apresentações nos Estados Unidos.

Em 2012 foi lançado o DVD “Moda de Rock – Ao Vivo” com apresentações da dupla e participações especiais de Kiko Loureiro, Pepeu Gomes e Os Favoritos da Catira.
Proprietário de um Home Studio que grava artistas, trilhas e campanhas publicitárias variadas e produziu os CDs:

“Convite de Violeiro” Com Índio Cachoeira e Cuitelinho(Folguedo/2006)
“Música Raiz Catira e Folia de Reis” com Os Favoritos da Catira, Os Mensageiros de Santos Reis e Oliveira e Olivaldo, (Folguedo/2004)
“Moço das Estrelas” Costa Senna.(Independente/2001)
Como curador e diretor musical realizou os projetos:

Do Velho Chico ao Mississipi – 2006
CCBB São Paulo
Canto de um Povo” – 2004
Viola Turbinada – 2003
CCBB Rio de Janeiro e Brasília (premiado pela Revista Bravo como um dos 100 mais importantes do Brasil em 8 anos)
Raízes Universais – 2003
CCBB São Paulo
Sarau Paulista de Viola – 2002
CCBB São Paulo
Mostra de Música Tradicional de São Paulo – 2002
CCBB São Paulo
site oficial: www.ricardovignini.com.br e www.modaderock.com.br

 

Ricardo Vignini é endorse da D’addario.

___________________________________________________________

Marcelo Berzotti

Marcelo Berzotti

O “caipira personificado”, contador de causos oficial do Matuto, embora tenha nascido na capital São Paulo tem família da região de Altinópolis e Cajuru, lá onde o Matuto foi gravar com a Companhia de Santos Reis Fazenda Congonhal de Altinópolis e Sto. Antônio da Alegria.
Passou a infância ouvindo os discos de “Tião Carreiro” de seu pai, que foi por muitos anos encarregado da parte gráfica da extinta gravadora CBS, hoje
Sony.
Baixista e compositor, toca com Ricardo Vignini desde 1991, buscando inspiração para suas obras em suas viagens pelo interior paulista e mineiro.

____________________________________________

Zé Helder

Ze-Helder

Violeiro e compositor Zé Helder, nasceu em Cachoeira de Minas / MG.

Neto de violeiro, tem dois CDs solos lançados, “A Montanha” (2004), e “No Oco do Bambu” (2009).
Lançou em 2011 o CD “Moda de Rock – Viola Extrema”, com Ricardo Vignini onde a dupla faz versões instrumentais com violas de clássicos do Rock e Heavy Metal.
Zé Helder também gravou o CD com o Orelha de Pau (2002), trabalho inspirado na música regional e caracterizado pela instrumentação acústica e coro de três vozes.

Formado em Licenciatura Plena em Música, é professor de música há onze anos e músico profissional há dezenove anos. Criou o curso de viola caipira no Conservatório de Pouso Alegre (CEMPA), e atualmente leciona o instrumento no Conservatório Municipal de Arte de Guarulhos.

Trabalhou também no Projeto Guri, com jovens da Febem. Aluno do mestre Ivan Vilela, é um grande interessado no universo da cultura popular.

_________________________________________________________________
Edson Fontes

edson

Natural de Guarulhos, desde que nasceu acompanha os giros de Folia de Reis com “Os Mensageiros de Santos Reis” e a catira dos “Os Favoritos da Catira”. O grupo que surgiu na década de 80 sendo um dos responsáveis pela profissionalização da dança no Brasil, lancando CDs e DVDs e dando oficinas da dança por todo país.

Já dançou com As Galvão, Cacique e Pajé, Barra da Saia, Carreiro e Carreirinho, Índio Cachoeira e Cuitelinho.

www.osfavoritosdacatira.com.br

___________________________________________________________________

André Rass

Andre Rass

Nascido no dia 1° de maio de 1985 na cidade de Dom Pedrito (RS), filho de um comerciante com uma dona de casa. Pais. Criou-se em meio à música, em meio às festas animadas rodas de choro por seu pai, violonista e seu padrinho, acordionista.A dupla foi com certeza, a primeira referência musical em sua vida.

Anos depois mudou-se para cidade de Pelotas, cidade que fica ao sul do Rio grande do Sul. Em Pelotas passou a trabalhar profissionalmente como músico. Ingressou na banda de Sulimar Rass, irmão de André que já trabalhava profissionalmente como músico. Juntos, viajaram por todo o estado do Rio Grande do sul e parte do Uruguai. e Argentina.. Nesse período André esteve ao lado de grandes músicos, Fernando do Ó, O Guitarrista Daniel Sá, Gilberto Oliveira, Egbert Parada, Luciano Nasário, o violonista flamenco Romano Nunes entre outros. Gravou com a cantora e compositora Ana Mascarenhas,Cardo Peixoto,Avendano Junior,e com o percussionista uruguaio Liber Bermudes com que estudou ritmos “latino americano”.

O contato com as murgas, candombes, milongas, chacareras, zambas, entre outros ritmos latinos, lhe deram novos horizontes no universo da percussão. A inquietude de Andre não permitiu que permanecesse no sul., queria ampliar seus conhecimentos e suas experiências. Então, em 2004 resolveu realizar um sonho de infância. Com pouco dinheiro e uma mochila contendo alguns objetos pessoais e muitos instrumentos de percussão, mudou-se para Salvador, Bahia. Lá, pesquisou ritmos e folclore em tribos indígenas na região do recôncavo baiano alem de ter freqüentado o “Pracatum”, escola de Carlinhos Brow. Tocou em vários trios elétricos e acompanhou nomes como Gerônimo, Luila, Ramiro,Olodum entre outros. Depois desta experiência, André não parou mais de viajar e mesmo ainda muito jovem, já conhecia grande parte do Brasil. Depois de Salvador, morou em Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre,Recife e finalmente São Paulo onde reside atualmente. Trabalha com diversos artistas,entre eles, A cantora e compositora Lucina, Tetê Espindola, ,Alzira Espindola,,Na Ozzetti,Paulo Renato,O violeiro Levi Ramiro, O Tenor Jean Willian c/orquestra Bachiana regida por maestro Joao Carlos Martins,entre outros. Realiza vários trabalhos tanto no palco quanto em estúdio.

______________________________________________________________________________________

Douglas “ShakerHand” Las Casas

Douglas Las Casas

Douglas “ShakerHand” Las Casas, Pesquisador focado e decidido, sempre esteve na direção de imprimir uma pressão e uma impressão diferente às músicas que toca, dessa forma, suas atuações em shows, Cds e Dvds de grandes artistas, tanto no cenário Pop, como tbm da MPB, o destacaram na cena instrumental brasileira, e como professor é altamente respeitado e requisitado para workshops pelo Brasil e exterior.
Esse destaque se deu não apenas pelo seu trabalho solo, mas também pelo ecletismo de poder gravar e acompanhar grandes artistas consagrados da MPB, do Rock/Pop, do Funk/Black Music e do Jazz, tais como :

Guca Mastrodomênico (ex-Lingua de trapo), Cauby Peixoto, Jessé, Jamelão, Míriam Batucada, Mato Grosso & Mathias, Wilson Simonal, Pery Ribeiro, Célia, Jair Oliveira, Fernanda Porto, Orquestra Heartbreakers, Márcia Salomon, Chico César, Ângela Ro Ro, Pepeu Gomes, Frejat (Barão Vermelho), Max de Castro, Cláudio Zoli, Wilson Simoninha, Chitãozinho e Xororó, Zéca Baleiro, Sá Rodrix & Guarabyra, Rafael Vanucci, Vanessa Jackson, Wilson Sideral, Double You, Aline Silva e Fantine Tho (ex Rouge), Vitor&Léo, Sergio Reis, Renato Teixeira, Eduardo Araújo.

Em paralelo a esses compromissos como “Side Man”, nunca deixou de tocar com grandes músicos do cenário instrumental, tais como :

Mozart Mello, Faíska, Kiko Loureiro (Angra), Arismar do Espírito Santo, Arthur Maia (Gilberto Gil), Celso Pixinga, Márvio Ceribelli, Joe Moghrabi, Mello Jr. (Vanessa Camargo), Edsel Gomes, André Guedes (Programa Raul Gil), Sílvia Góes (Toquinho), Luís Conte (Phil Colins), Amadito Valdez, Vitor Alcântara, Walfredo Reis (ex- Santana), Sérgio Buss (ex- Steve Vai ), Michel Leme, Sandro Haick, Thiago do Espirito Santo, Djalma Lima, Ximba Uchyama, Yaniel Mattos (Carlinhos Brown), Javier Ibañez (Luíza Possi), Daniel Alcântara, Pepe Rodrigues (Caetano Veloso), Paulo Campos, Naor Gomes (Paula Lima), Proveta (Mantiqueira), Zé Canuto (Gal Costa), André Neiva (Cama de Gato), Itamar Collaço (Zimbo Trio), Bocato, Derico/Tomati e Chiquinho Oliveira (Programa do Jô), Dominique de Larrard (saxofonista do Prince), Willian Magalhães (Black Rio), Olmir Stocker (Alemão).

Hoje em dia trabalha como Produtor/Músico freelancer no seu próprio estúdios em São Paulo, e está fazendo o lançamento do Cd/Dvd do Três de Paus (seu grupo de Brazilian Jazz, onde homenageiam o grande percussionista brasileiro AIRTO MOREIRA), mas em paralelo a todos esses trabalhos, sempre se dedicou a área didática, ou seja, ministrar aulas. E no cenário musical passou a ser visto como sinônimo de responsabilidade e competência.

Douglas “ShakerHand” Las Casas é Endorsee:

Baterias Yamaha, Pratos Bosphorus, Peles Aquarian, Axis Pedal, Power Click e Baquetas SilverFox.